RAZÕES DA RAZÃO ILUMINADA

Inauguração Novo Templo
21 nov, 2017

Declara Calvino nas Institutas: “Ademais, por isso que no conhecimento de Deus está posto o fim último da vida bem-aventurada, para que a ninguém cerrado fosse o acesso à felicidade, não só Deus implantou na mente humana essa semente de religião… mais ainda de tal modo se há revelado em toda a obra de criação do mundo, e cada dia meridianamente se manifesta, que não podem eles abrir os olhos sem serem forçados a contemplá-lo. Por certo que sua essência transcende a compreensão, de sorte que aos sentidos humanos todos em muito lhes escapa o alcance sua plena divindade. Entretanto, em suas obras todas, uma a uma, imprimiu inconfundíveis marcas de sua glória, e, na verdade, tão claras e notórias, que, por mais broncos e obtusos que sejam, tolhida lhes é a alegação de ignorância… para todo e qualquer rumo a que dirijas os olhos, nenhum recanto há no mundo, por mínimo que o seja, em que se não vejam a brilhar ao menos algumas centelhas de sua glória. Nem podes, realmente, de um só relance contemplar quão lentamente se estende esta amplíssima e formosíssima engrenagem, que não seja de toda parte esmagado todo pela intensidade imensa de seu fulgor”.

O cristão é chamado para amar a Deus com todo o seu ser. Seu coração foi tangido pela graça, que o fez sentir a doçura do conhecimento de Deus através da mediação do evangelho. Sua vontade encontra-se resoluta em se dedicar ao serviço do ser mais amável do universo. Tudo se configura ao crente como profundamente racional. Para quem está do lado de fora, o cristianismo é enigmático. Para quem está do lado de dentro, pura luz, verdade e beleza. Realidade que pode ser descrita pela mente. O cristão pode falar para si mesmo sobre sua fé e apresentar os motivos intelectuais da adoração.

Antônio Carlos Costa

Os comentários estão encerrados.

X