A HORA E A VEZ DE AS NOSSAS INSTITUIÇÕES RESPONDEREM À VOZ DO POVO

A HORA E A VEZ DE AS NOSSAS INSTITUIÇÕES RESPONDEREM À VOZ DO POVO

A presidente da República não pode resumir a uma simples nota de exaltação da democracia a sua Bandeira do Brasilresposta à manifestação de ontem. Muito menos voltar a dizer que “não tem cara de quem vai renunciar”. Ela tem o dever de se dirigir, através de pronunciamento em rede nacional, ao povo brasileiro. O silêncio será interpretado como covardia, indiferença e desfaçatez.

O Superior Tribunal Federal tem o dever de julgar Renan e Cunha e se pronunciar sobre o rito do processo de impeachment que será conduzido pelo Congresso Nacional. Ponto importante: ambos os parlamentares não têm a mínima credibilidade para conduzir tema de tal magnitude.

O Tribunal Superior Eleitoral tem de emitir seu parecer sobre a denúncia de crime eleitoral praticado pelo Partido dos Trabalhadores nas últimas eleições para a presidência da República.

O Congresso Nacional tem a obrigação de dar início imediatamente à abertura do processo de impeachment.

Nosso foco deveria estar concentrado na atuação dessas instituições, que não podem esperar -o clima pacífico das ruas dar lugar ao quebra-quebra generalizado- a fim de tomarem uma decisão. É traço da nossa cultura deixar para fazer amanhã o que deve ser feito hoje.

Caso a presidente continue expressando a recusa de deixar o cargo, não há nada mais saudável para a nossa democracia do que o futuro da presidência da República ser decidido por quem tem o direito legal de fazê-lo.

As soluções democráticas são sempre mais duradouras, além de produzirem ambiente de confiança e fomentarem a harmonia social.

Antônio Carlos Costa

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>